STAM Nº 659H

 

VISITANTE Nº

Agapornis Cana - Cana

ESPECIE:

Agapornis Cana

DISTRIBUIÇÃO:

Ilha de Madagáscar e ilhas Rodriguez, Comores, Seychelles, Maurícias e Zanzibar. Planícies costeiras com bosques e arvoredo, até uma altitude de 1000 mt.

DIMENSÕES:

13 centímetros aproximadamente é o mais pequeno de todos os agapornis.

DISTINÇÃO ENTRE OS SEXOS:

Existe dimorfismo sexual, o macho tem o fenotimo difrente da fêmea, ou seja tem cores difrentes.

CARACTERÍSTICAS:

Nos machos, o ventre e a cabeça são cinzento-claros, enquanto a face superior do corpo é verde-escuro, sendo a parte inferior em tom amarelo-esverdeado. As fêmeas têm o corpo todo verde. Bico cor de marfim. Os filhotes apresentam bico amarelado com base preta, podendo ter o sexo identificado ao surgirem as primeiras penas.

ALOJAMENTO ADEQUADO:

Em gaiolas de 1,00 x 0,50 x 0,50 as aves reproduzem melhor do que em colónia pois não têm outras aves a incomoda – las.

TEMPERATURA AMBIENTE:

São aves sensíveis ao frio pelo que não é aconselhável mantê-los ao ar livre com temperaturas inferiores a 10 graus C .

ALIMENTAÇÃO:

Em estado selvagem procuram comida no solo, sementes e ervas, e invadem os arrozais em grandes bandos. As espigas de painço secas ou germinadas são muito apreciadas. Em cativeiro podem ser alimentadas com uma mistura de sementes e ração própria para agapornis com um suplemento de pequenas quantidades de frutos e alimentos verdes, fruta, cenoura, espinafre, agrião e papa de criação. Deve ter sempre uma mistura de areia (GRIT).

ACTIVIDADES:

Muito tímidos e assustadiços. A fêmea é insociável, pelo que se devem manter em casais. Gostam de dormir no conforto dos ninhos, mesmo fora do acasalamento.

CRIAÇÃO:

Em estado selvagem Gostam de aproveitar ninhos alheios, de papagaios australianos ou de periquitos ondulados. Como material para os ninhos, as fêmeas transportam pedaços de córtex nas penas da rabadilha e do dorso. Também utilizam pequenos ramos e até as próprias penas. Em cativeiro não é uma especie que se possa dizer que é facil reproduzir. Gostam de acasalar durante o nosso Inverno. O ninho pode ser perfeito, tapado e coberto, como os dos personatas. Os ninhos dos Cana são em formato horizontal de madeira maciça com dimensões de 0,24 x 0,18 x 0,18 esta caixa deverá ter uma abertura de aproximadamente 5 cm em um dos cantos (seria a entrada) e um poleiro de aproximadamente 4 cm em frente à abertura. Postura será de 4 a 5 ovos com uma incubação de 22 dias. As crias começam a voar ao fim de completarem entre 40-45 dias quando tiverem 60 dias completados estão prontos para serem dependentes só de si. A cor definitiva da plumagem chega quando estes fizerem aproximadamente 5 meses de idade.

MUTAÇÕES:

Agapornis Cana - Até ao momento apenas é conhecida uma mutação é ela o Arlequim.



STAM Nº 659H

 


TOPSITES - AVESPT.COM

 

Copyright © 2008 AVES SEIÇA   |    renatoseica@hotmail.com    |   design by websitesrrc